Em 12/11/2019 às 17h01

Com 82 jogos pelo America, Künzel pode chegar à marca centenária no Carioca

Mecão precisaria passar da Seletiva e chegar às fases decisivas dos turnos


Autor: Redação FutRio / Fotos: Marcio Menezes (AFC)

No século XXI, apenas um jogador conseguiu superar a marca de 100 jogos pelo America que foi o goleiro Felipe, que hoje não se encontra mais no clube. Porém, tem outro atleta que pode chegar à marca centenária na Série A do Campeonato Carioca. Mas para isso acontecer com Anderson Künzel, o America terá que chegar a fase principal do Estadual e avançar as fases finais dos turnos.

Já são 82 jogos de Anderson Künzel pelo America e esse número poderia ser maior, pois em 2017, ele teve uma fratura no rosto, após fazer um gol e se chocar com um adversário contra o Barra Mansa, e ficou dois meses afastado dos gramados. Mas poder chegar à marca de 100 jogos é gratificante para o jogador, principalmente em um momento que vem sendo difícil para o torcedor americano, sempre vendo a equipe não conseguindo se sustentar na primeira divisão.

- É gratificante poder chegar aos 100 jogos pelo America. Não almejei e nem tinha pensado em tantos jogos pelo clube, ainda mais em uma situação chata, de sobe e desce de divisão. Mas fico feliz por sempre alcançar os objetivos, que é buscar a primeira divisão. Mas acho que se conseguirmos chegar à fase principal do Carioca, vai valer mais do que qualquer partida que eu fiz no clube. Mas é gratificante vestir por tanto tempo essa camisa - disse o atleta.

image

America é o clube que Künzel mais se identificou

Aos 29 anos, Anderson Künzel tem uma grande história na Portuguesa, onde começou a carreira e jogos 76 jogos, marcando 12 gols, e no Americano, que defendeu por duas temporadas, com 46 partidas e três tentos. Mas os números pelo Mecão são maiores, pois ele vestiu o manto rubro em 82 oportunidades, balançou as redes 13 vezes e conquistou a Série B1 do ano passado. Por isso e pela história do clube, ele se disse mais identificado com o clube rubro.

- Tenho muito carinho pelas equipes que eu passei, tanto a Portuguesa, onde comecei minha carreira, foi minha formação, quanto o Americano, que fiquei dois anos e tivemos os nossos êxitos. Mas com o America é diferente. É um clube de massa, de muita torcida. Sofremos a pressão de um time grande. Quando apareceu a oportunidade de poder jogar pelo America, não pensei duas vezes em aceitar. Como eu disse anteriormente, não esperava tantos jogos, mas estou muito feliz por tudo que vivi aqui - ressaltou.

Confiança em se classificar na terceira Seletiva disputada pelo America

Se pode completar uma marca histórica pelo America, Anderson Künzel também pode sofrer com um número bem negativo, pois o clube disputará pela terceira vez a Seletiva, se tornando a equipe que mais disputou a fase preliminar do Carioca ao lado de Nova Iguaçu e Macaé, mas sem nunca ter avançado a fase de grupos. Porém, Künzel acredita que em 2020 a sorte mudará e o Mecão alcançará seu objetivo.

- Quando estamos em campo, vemos as coisas de maneiras diferentes. Se soubéssemos a fórmula da Seletiva, teríamos nos classificados nos anos anteriores. Disputo a segunda divisão há alguns anos e vejo que o clube precisa ter um planejamento e um entrosamento muito grande, que aconteceu nos dois anos em que estive no America - frisou o jogador, que concluiu.

- Acredito que este ano será diferente, estamos com um time mais encorpado. Temos tudo para alcançar a fase principal e quem sabe, jogar no Nilton Santos e Maracanã, encarar esse grande clube que está com as financias em dia, que é o Flamengo. Está sendo um exemplo. E exemplos bons temos que seguir.

O America segue em preparação até 21 de dezembro, quando estreia na Seletiva, em casa, diante do Macaé.

Tags: America, Anderson Künzel

Outras Notícias

Encontre-nos no Facebook






As informações deste site são constantemente atualizadas pelo FutRio. Ressaltamos que o FutRio reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.

© Copyright FutRio - Todos os direitos reservados.

desenvolvido por